Personagens | Adam Benford

Ano de nascimento: Desconhecido.
Tipo sanguíneo: Desconhecido.
Altura: Desconhecida.
Peso: Desconhecido.

Aparições em títulos da série:

Biohazard / Resident Evil 6 (2012)


Biografia e Participação na Série:

Adam Benford é o homem por trás do recrutamento de Leon S. Kennedy após a sobrevivência do jovem policial à tragédia em Raccoon. Leon conseguiu escapar da cidade na manhã de 30 de Setembro ao lado de Claire Redfield, que seguiu em viagem para a Europa em busca do irmão, e da garota Sherry Birkin, agora órfã e que ficaria sob a custódia do governo.

Na época, Adam era um dos membros do alto escalão do exército americano, tendo ele mesmo servido o país por anos, e viu o valor de Leon ao ter sobrevivido a uma situação de risco tão grande: decidiu, então, recrutá-lo para integrar o Serviço Secreto americano como um de seus agentes especiais. Recém-saído da academia para ir trabalhar em Raccoon, agora Leon não tinha outra escolha, senão aceitar o novo cargo e iniciar treinamento pesado. Ao longo dos anos, ele participando de diversas missões sob ordens diretas dos presidentes em função e ganhando a reputação cada vez maior de agente especializado. Tudo isto graças à oferta generosa de Adam, de quem Leon se tornou um grande amigo desde 1998.

Em 2004, a presidência dos Estados Unidos fica a cargo do presidente Graham, cuja segurança pessoal e familiar é feita diretamente por Leon. Possivelmente após o final de seu mandato, em 2008, Benford decide se candidatar à posição de líder do país, e é eleito pelo povo, sendo reeleito em 2012.

No início de 2011, Benford segue uma recomendação de Leon e decide fundar duas organizações dentro do governo americano, a FOS (Apoio de Operações em Campo e a DSO (Divisão de Operações Especiais), que trabalhariam diretamente na luta contra o bioterrorismo. Leon é nomeado o agente principal responsável pelas operações, com Ingrid Hunnigan, membro do departamento de inteligência do Serviço Secreto e braço direito de Leon em diversas missões realizadas, como coordenadora de informações. As duas organizações passam a ter atuação exclusiva em território americano quando o assunto é a contenção biológica. Isto inevitavelmente cria uma pequena richa com a BSAA, organização antibioterrorista criada em 2003, que acaba ficando na posição de observadora em seu próprio país, e agindo mais em conflitos pelo resto do mundo.

No ano de 2013, após se recandidatar no ano anterior, o presidente Benford informa as duas pessoas de sua extrema confiança a respeito de sua mais nova resolução em seu governo. Mais de dez anos depois da tragédia que assolou Raccoon e teve participação do governo dos Estados Unidos na esterilização da cidade, a operação Bacillus Terminate, Benford está decidido a contar toda a verdade dos fatos ao mundo, o que incluiria a ligação do país como cliente direto da Umbrella na compra de armamento biológico.

Leon apoia a decisão e afirma a Benford que ficará ao seu lado, independentemente da reação pública. No entanto, o auxiliar/conselheiro presidencial Derek C. Simmons, também amigo pessoal de Adam desde os tempos do exército, não concorda e tem motivações mais profundas para isto: Simmons é membro de uma antiga sociedade secreta americana, nomeada de “A Família”, que há anos se envolve diretamente, porém sem o conhecimento público, em eventos da história da humanidade, de forma a manter a ordem e o equilíbrio do planeta, não importando os meios utilizados. Derek sabia que tal revelação poderia colocar o mundo contra os Estados Unidos e acabar com a sua supremacia. Desta forma, ele precisaria deter Adam imediatamente.

Seu plano de silenciar o presidente começa quando Benford segue para uma palestra na Universidade Ivy, na cidade de Tall Oaks, onde no dia 29 de Junho ele falaria sobre seu governo e contaria a história por trás da destruição de Raccoon ao mundo. O Serviço Secreto americano tinha atualmente um elo fraco: a agente Helena Harper, que nos últimos tempos estava com a sua reputação manchada após se envolver no relacionamento de sua irmã caçula Deborah Harper com o namorado violento e usar sua posição como defensora da ordem e da força para vingar uma agressão a Deborah e feri-lo, o que foi julgado pela academia como ataque não autorizado a um civil indefeso. Foi por conta disto que Helena perdeu a chance de ingressar na DSO.

Derek faria uso do lado passional e do zelo de Helena pela irmã para forçá-la a ajudá-lo em seu plano: após A Família raptar Deborah, Helena se vê obrigada a seguir as ordens de Simmons e abrir uma brecha na segurança de Benford durante a sua palestra na universidade. Ela avisa aos outros agentes sobre suspeitos rondando o perímetro, o que faz com que eles se afastem de onde o presidente está. Derek força um ataque bioterrorista contra a universidade, utilizando o novo vírus C-Virus, criado com o patrocínio d’A Família, pela pesquisadora de sua confiança Carla Radames. Deborah se arrepende e tenta voltar atrás pouco depois, mas infelizmente já é tarde e Adam está infectado.

Quando chega ao local onde o presidente está, Helena se depara com o homem fora de si, transformado em um zumbi, tentando atacá-la. O agente Leon chega logo em seguida, e tem que tomar a árdua decisão de derrubar Adam antes que ele ataque um dos dois. Ingrid Hunnigan os contata segundos depois de Benford cair morto no chão, e informa ao governo americano sobre a morte do presidente. Por estarem no lugar errado e na hora errada, Leon e Helena são colocados por Derek como os principais suspeitos do ataque que matou Benford, e eles são forçados a provar sua inocência e a verdadeira culpa de Simmons.