Personagens | Annette Birkin

Ano de nascimento: Desconhecido.
Tipo sanguíneo: Desconhecido.
Altura: Desconhecida.
Peso: Desconhecido.

Aparições em títulos da série:

Biohazard / Resident Evil 2 (1998)
Biohazard / Resident Evil: The Darkside Chronicles (2009)


Biografia e Participação na Série:

Esposa de William Birkin e mãe da jovem Sherry Birkin, Annette, assim como seu marido, também era uma pesquisadora da Umbrella no Complexo de Arklay e, nos últimos tempos, vinha trabalhando ao lado de William no laboratório subterrâneo de Raccoon, no projeto do G-Virus. Além de auxiliar na pesquisa, Annette era também a responsável pela segurança das entradas do laboratório, cujo acesso era através dos canais de esgotos da cidade. Para manter o local em completo segredo e impedir que qualquer coisa interrompesse ou atrapalhasse na pesquisa do G-Virus, ela mantinha contato regular com o chefe da polícia local, Brian Irons, levando recados de William. A função dele era a de abafar qualquer informação que vazasse a respeito da existência do laboratório e, para isto, ele recebia altas quantias em dinheiro, autorizadas pela Umbrella.

A vida de Annette mudou completamente quando, em Setembro de 1998, a Umbrella descobriu que seu marido estava em negociações com o governo americano, planejando vender o G-Virus em troca de segurança e proteção. Após resistir a um ataque violento da equipe da USS em busca das amostras do vírus, William é fatalmente ferido. Annette o encontra baleado em seu laboratório e sai para buscar ajuda, mas o que encontra não é mais William, e sim uma gigantesca criatura tomada pelo G-Virus: William havia se injetado com a amostra que restara em suas mãos e se vingava de todos os membros da USS, deixando seus corpos pelos esgotos da cidade.

Desesperada, a primeira ação de Annette foi ligar para a escola onde Sherry estudava e pedir para que a garota fosse dispensada e fosse imediatamente para casa. Lá, ela instruiu Sherry para que pegasse seu pingente de ouro e seguisse para o R.P.D. (Departamento de Polícia de Raccoon), onde acreditava que sua filha estaria segura, mas estando enclausurada no laboratório subterrâneo por tanto tempo, sem sequer se dedicar apropriadamente como a mãe que Sherry precisava, ela não fazia total idéia do tamanho do caos que estava na superfície, com os zumbis tomando as ruas e até mesmo a delegacia.

Depois da morte de seu marido, Annette começou a perder sua sanidade, e mesmo com William transformado em monstro, perambulando pelo laboratório e pelos esgotos, ela persistia em proteger as entradas do complexo e em continuar o legado de Birkin na conclusão e aperfeiçoamento do vírus. Na madrugada de 30 de Setembro, Leon S. Kennedy e Ada Wong adentraram os esgotos e foram alvejados por tiros disparados por Annette. Na tentativa de proteger Ada, Leon se jogou em sua frente e acabou sendo atingido no ombro por uma bala. Ada vai atrás de Annette, que logo reconhece Ada como uma espiã e a vê usando o pingente que havia pedido para Sherry levar consigo. Acreditando que Ada havia roubado o pingente da garota, ela ataca Ada, que pouco depois descobre uma amostra do vírus dentro da joia.

Apesar de ser uma mãe ausente, Annette passou a temer ainda mais pela vida de Sherry quando, em um encontro com Claire Redfield, logo após o confronto com Ada, soube que Sherry estava nos arredores do esgoto e das entradas do laboratório. Ela sabia que, como criatura G, William agora estaria em busca de um indivíduo geneticamente compatível para a inseminação de um embrião G. Este indivíduo, é claro, era Sherry, por sua relação de consanguinidade com William. Ela e Claire, então, se uniram na busca pela garotinha, porém William, já sem quaisquer resquícios de sua memória humana, encontrou Sherry primeiro, injetando-a com um embrião.

Annette, por fim, acaba sendo morta pelo próprio marido, já em um estágio avançado de mutação por conta do G-Virus. Gravemente ferida e agonizando, ela entrega a Claire um relatório que detalha a criação de um antídoto para impedir que o embrião do G-Virus se desenvolva dentro de Sherry. Lamentando e pedindo perdão por ter sido uma péssima mãe, ela morre, suspirando o nome de sua filha.


Perfil no livro “Resident Evil Archives”:

A esposa de William Birkin, o pesquisador número um do G-Virus. Sempre auxiliando em segundo plano na pesquisa importante de seu marido, Annette era originalmente uma pesquisadora do Laboratório de Arklay, e conheceu William quando ele era pesquisador sênior de lá. Depois do casamento, ela deu à luz sua filha, Sherry, dois anos antes de descobrirem o G-Virus. Mesmo antes de se tornar mãe, ela se lançou de volta à pesquisa por amor ao seu marido.

Então, após William receber permissão da Umbrella para iniciar seu novo Projeto G-Virus, ela também foi autorizada a participar. Sua função era estar a cargo da comunicação com pessoas de fora do laboratório subterrâneo em Raccoon. Deste modo, ela se tornou conhecida de Brian Irons, chefe do Departamento de Polícia de Raccoon. Devido aos membros da equipe dos S.T.A.R.S. terem descoberto sobre o Projeto G-Virus após o Incidente da Mansão, William subornou o chefe. Através de Annette, ele era capaz de monitorar atividades da policia.

Quando Claire Redfield e Leon S. Kennedy se infiltraram no laboratório de pesquisa, Annette os confundiu com espiões que estavam lá atrás do G-Virus, e demonstrou abertamente sua hostilidade contra eles. Isto foi devido à Umbrella já ter tentado roubar a pesquisa deles, e Annette passou a ver todos com paranóia e olhos de suspeita. Como as Forças Especiais da Umbrella haviam entrado à força, William se injetou com o G-Virus para evitar que fosse levado. Ao fazer isto, ele perdeu sua identidade.

Quando seu amado marido foi arrasado pelo G-Virus e se transformou em um monstro, uma evolução que ninguém poderia imaginar ocorreu. A responsabilidade restante de Annette era coletar a amostra do G-Virus escondida no pingente de Sherry e continuar a pesquisa incompleta de seu marido.

Contudo, enquanto Annette perambulava, procurando pelo pingente em seu estado semi-senil, ela foi fatalmente atacada pelo monstro que um dia foi seu marido. A imagem de sua própria filha, entre a vida e a morte, veio à sua mente. Pouco antes de morrer, ela recuperou seus sentidos e imaginou Sherry sendo tomada pelo G-Virus. Annette ensinou Claire como fazer uma vacina contra isto. Então, depois de falar sobre seus arrependimentos como mãe e deixar seu pedido sincero de desculpa à sua filha, Annette deixou este mundo.