Editora não planeja trazer outros mangás de Resident Evil para o Brasil

0

Recentemente, recebemos um informe da assessoria de imprensa da Panini Comics sobre algum lançamento deles, já que no passado já tivemos algumas parcerias com eles durante o lançamento dos mangás da série Marhawa Desire aqui no Brasil e, provavelmente, estamos no mailing da empresa. Aproveitando, então, a ocasião, já que vínhamos mandando e-mails há meses para a editora sem respostas (provavelmente porque haviam trocado os funcionários), perguntamos sobre possíveis planos deles de também trazerem para nosso país a série de mangás Heavenly Island traduzidos para o português.

Infelizmente, a resposta que recebemos da assessoria nesta semana foi a seguinte:
“Por enquanto, a Panini não tem planos de trazer esse título para o Brasil.”

O mangá Biohazard: Heavenly Island foi lançado no Japão entre os anos de 2015 e 2017, e fazem ligação principalmente com os acontecimentos de Resident Evil Revelations 2, funcionando como uma espécie de sequência do jogo. A história traz Claire Redfield, membro da ONG Terra Save, mais uma vez envolvida em uma luta contra mortos vivos em uma ilha paradisíaca, quando uma equipe de TV vai até o lugar para filmar um reality show e, como já era de se esperar, tudo dá errado.

Anteriormente, entre os anos de 2012 e 2013, a Capcom lançou também no Japão a série de mangás Biohazard: Marhawa Desire, cuja história é um prequel para os eventos de Resident Evil 6 e traz Chris Redfield e Piers Nivans em uma missão da BSAA de conter um atentado bioterrorista em um tradicional colégio na Ásia. A Panini lançou oficialmente estes mangás no Brasil, traduzidos em Português, algum tempo depois.

Vamos torcer para que eles mudem de ideia e, futuramente, tragam também o Heavenly Island para nós! 🙂

Saiba mais sobre HQs e mangás de Resident Evil em nossa seção especial.