RESIDENT EVIL 3: NEMESIS

 

 

Quem criou e qual era a função da Espada de Paracelsus no final de Resident Evil 3?
O "canhão de raio" encontrado na Dead Factory em Resident Evil 3 foi criado possivelmente pelo Governo Americano. Provavelmente esta arma estava em teste para outros fins, porém, com o objetivo de obter o G-Virus da Umbrella, o governo optou por utilizá-lo mesmo sem  tê-la testado anteriormente em combate real.
(Fonte: "Arquivo de Foto Confidencial", Resident Evil 3)

 

Como se explicam as seguintes inconsistências entre Resident Evil 2 e 3: a janela não-quebrada por Nemesis em Resident Evil 3 aparecendo intacta em Resident Evil 2, as tábuas nas portas em Resident Evil 3 e a ausência das estátuas no segundo andar para fazer o enigma e pegar a jóia vermelha de Resident Evil 2 no 3?
Não é inconsistência, você apenas não precisa fazer o enigma das estátuas no RE3 com a Jill, já que é um enigma do RE2. Essas são apenas questões de jogabilidade, assim como são as tábuas nas portas da delegacia. É apenas para mostrar que não se pode entrar ali e que o enigma das estátuas não precisa ser feito. Essas coisas não alteram em absolutamente nada a história ou a cronologia da série.

 

Qual a diferença entre o Daylight, mostrado no primeiro Outbreak, e a vacina feita pelo Carlos, em RE3? A vacina que Jill recebeu era menos eficaz?
Apesar de serem vacinas diferentes, ambas tinham a mesma finalidade, que era a de combater o T-Virus e tirar qualquer rastro do vírus do organismo de quem a utilizasse, contendo, portanto, o T-Virus em comum. A vacina "Daylight" (Outbreak) foi criada na Universidade de Raccoon pelo cienstista Peter Jenkins, enquanto a vacina feita por Carlos (RE3) estava sendo pesquisada no Hospital de Raccoon. Ambas foram eficazes e cumpriram o que seu objetivo.

 

Cada Tyrant tinha uma numeração, mas todos eram produzidos com o mesmo vírus ou eram vírus diferentes, ou ainda uma variação? O Nemesis pode ser considerado um Tyrant? (Pergunta enviada por Miss Valentine)
Todos os Tyrants eram produzidos a partir do T-Virus, e seus números eram variações de suas séries produzidas em massa, dependendo também do laboratório onde foram criados. O Nemesis pode, sim, ser considerado um Tyrant: ele é um Tyrant com o parasita NE-alpha implantado.