Resident Evil 2 Remake | Capcom revela curiosidades do desenvolvimento do jogo!

4

Em comemoração aos 4 milhões de cópias de Resident Evil 2 Remake, a Capcom lançou um vídeo especial, com uma “mesa redonda” dos desenvolvedores do jogo falando sobre vários aspectos da produção. O curioso desta mesa-redonda, organizada pelo Yoshiaki Hirabayashi, produtor do jogo, e gravada em Fevereiro, pós-lançamento, é que os presentes não sabiam que estavam sendo filmados, o que deixou a coisa mais natural! No fim do vídeo, ainda, fica em aberta a “parte 2” da mesa-redonda, desta vez com cartões com temas a serem debatidos, mas teremos ainda que aguardar a Capcom lançar o vídeo!

Como o vídeo só tem legendas em inglês, gostaríamos de destacar algumas curiosidades citadas no vídeo logo abaixo.

  • Sobre a nota no Metacritic: A palavra escolhida pelos desenvolvedores para expressar o sentimento foi “alívio”, pois eles estavam muito preocupados. A nota do jogo foi acima de 90, mas eles esperavam uma nota entre 80 e 90, como a de Resident Evil 7.
  • Sobre a demo 1-Shot: o gerente de lançamento, Takuma Uehigashi conta que vivia dizendo ao produtor Hirabayashi que eles precisavam lançar uma demo, mas ele sempre dizia que não. No final, acabou concordando, e a ideia dos 30 minutos causou um pouco de confusão na galera. Ideia esta que veio de Jun Takeuchi, produtor executivo do jogo! Um dos diretores do jogo, Yasuhiro Anpo, diz que era contra a ideia, mas acabou cedendo também. E eles concordam, no fim, que o “timing” de lançamento da demo foi bom, pois foi 2 semanas antes do jogo final sair.
  • Sobre os zumbis do jogo: os zumbis serem desafiadores deixou o jogo divertido, do ponto de vista deles. Eles também disseram que assistiram vídeos de reações de jogadores no YouTube e ficaram felizes!
  • Sobre os Lickers: Eles falaram um pouco sobre a construção dos movimentos da criatura, usando uma tecnologia chamada Inverse Kinematics, que conecta as estruturas ósseas nos modelos, e quando a primeira parte se mexe, as outras seguem de forma natural.
  • Sobre as cenas (cinematics) do jogo: Os dubladores e atores de captura de movimentos dos personagens eram muito fãs do jogo original, o que fez com que eles dessem sugestões de como os personagens deveriam se portar em alguns diálogos. Destacaram ainda a cena do chefe de polícia chutando Claire e os óculos de Ada, que foram amplamente debatidos sobre quando ela deveria perdê-los. Falaram sobre a ferida de Marvin, e de como ficaram curiosos em saber como ele se feriu daquele jeito (eles deviam saber que isto é mostrado em um capítulo de Resident Evil Outbreak File #2, né? Mas tudo bem, dona Capcom!).

  • Sobre o começo do jogo: a loja do posto de gasolina foi refeita várias vezes e seria maior. Eles pretendiam aumentar a área do começo do jogo, o personagem andaria mais pela cidade. O primeiro zumbi e a forma como aconteceria a cena também foram elementos refeitos várias vezes e amplamente discutidos. A partir da delegacia, a produção do jogo correu de forma mais rápida, mas muita coisa foi refeita também. A estátua do unicórnio, por exemplo, seria derrubada.
  • Sobre banheiros no jogo: todos ficaram felizes com os banheiros, pois no jogo original não tinha um sequer no jogo todo! Então, fazer um banheiro na delegacia era uma prioridade. Na fase de desenvolvimento, os banheiros seriam no segundo andar, mas depois mudaram para o primeiro andar. Aliás, no laboratório, também tem um banheiro, mas ele não aparece no mapa e sua entrada está tampada com uma pilha de caixas, então mal dá para ver, mas ele está lá e tem uma placa na parede indicando a localização! Eles também falaram sobre como seria legal poder entrar no banheiro no laboratório e sair um zumbi planta de dentro dele.
  • Sobre o parte sonora do jogo: a trilha do Remake foi composta por Shusaku Uchiyama. Eles relembraram o quanto a trilha do Resident Evil 2 original era incrível e os sons de menu icônicos. Destacaram a música dos créditos finais, dizendo ainda que seria legal criar um vídeo com os personagens tocando a música numa banda, como se fosse um “videoclipe”.
  • Sobre os mapas e o inventário: ambos passaram por muitas modificações até a versão final, de modo a remeter aos jogos clássicos. Foi mais de 1 ano de produção até acertarem o design final. Um dos conceitos teria um botão para dar zoom no mapa, mas foi retirado, porque o designer “não gostou”. Também foi citado o fato dos baús serem “mágicos”, e um deles diz que não é bem assim, é que na verdade cada baú contém exatamente os mesmos itens estocados.

Agora vamos nos corroer de curiosidade para a parte 2 desta mesa-redonda! Tomara que a Capcom lance logo para descobrirmos mais coisas sobre o desenvolvimento de Resident Evil 2 Remake! E você, gostou do que eles contaram neste vídeo?

COMPARTILHAR
  • mateuskies

    QUE FODA

  • DarkSlayer

    Porque sempre as idéias descartadas nas versões betas de RE sempre parecem mais foda do que no produto final, desde o 1.5 é assim.

  • Evandro Ceni

    Muito foda

  • Muito Bom!!!! Uma produção impecável e bem engenhoso…Tudo bem detalhado em termos de ambiente e gráficos!!!!