Livro Traduzido | Resident Evil Archives

GLOSSÁRIO

Volta de 180 Graus (Volta Rápida): Um dos modos de manipular o personagem do jogador. Ao jogar o direcional do controle na direção que deseja, o personagem instantaneamente vira para aquela direção.

Auto-Duplicador 3D: Uma máquina que automaticamente scaneia um objeto em 3D e o duplica por completo com um objeto metálico.

Equipe de 5: Um modo de se referir às equipes dos S.T.A.R.S.. Há, na verdade, 6 pessoas por equipe, mas como um deles é o piloto e fica longe da ação, é costume se referir a eles como 5.

Adravil: Um tipo de remédio que a Umbrella faz e vende sob uma de suas filiais farmacêuticas. É um item popular cuja frase publicitária é “alivio rápido e breve”.

Aqua Cure: Um dos mais vendidos da Umbrella em sua divisão farmacêutica. Um item muito popular com a frase publicitária “Fuga para o êxtase”.

Modo Arrange: Um modo de jogo adicionado à versão GC de Resident Evil 2 que pode ser acessada na versão Americana.

Arukas: O nome de uma loja de roupas na Flower Drive no centro de Raccoon. Ler de trás para frente resulta em…?

B.O.W.: A abreviação para “Arma Biológica”. Refere-se às criaturas vivas que agem como armas conscientes, e nesta série se refere às criaturas que a Umbrella criou ao infectar coisas com o T-Virus.

Biohazard (tr.: Perigo Biológico): O nome da versão japonesa desta série. A versão Playstation foi chamada de BIOHAZARD. Os subtítulos também são diferentes, com Resident Evil 3 sendo “Last Escape” e o 4º sendo “Code: Veronica” (erro do livro).

Biohazard – O Início: A curta história incluída com o extra “The True Story Behind Biohazard”. Há 7 capítulos no total, e eles descrevem a visão de Chris dos acontecimentos, mas há várias discrepâncias com esta história e o modo como a série evoluiu hoje.

Biohazard Director’s Cut (tr.: Versão do Diretor): Um relançamento do Resident Evil original que incluía mudanças como o ajuste na dificuldade do jogo, inclusão de músicas de fundo do compositor Mamoru Samuragouchi, e outras coisas. Há também uma versão Dual Shock.

Biohazard 1.5: O lendário Resident Evil 2 que foi cancelado na metade do processo de produção. Os protagonistas eram Leon e outra mulher chamada Elza Walker. Ele lembrava um jogo de tiro contínuo, e os parceiros inclusos eram diferentes.

BUM: Abreviação de Back Up Man (Apoio). O membro da equipe que dá suporte ao Point Man (o soldado que toma a dianteira) e conduz missões na linha de frente.

CAFÉ 13: Um restaurante no centro de Raccoon. Os empregados aqui possuem uma das jóias do relógio de jóias em frente à Prefeitura.

Cat Fish (tr.: Peixe de Gato): O nome do item de defesa de choque.

Câmera CCD: A pequena câmera que os membros dos S.T.A.R.S. Joseph e Kenneth tinham grudados aos seus ombros. As imagens e sons eram gravados digitalmente em uma Fita DV.

D.I.J.: Uma presença misteriosa encontrada no Modo de Batalha que escreveu o arquivo “Diário de D.I.J.”.

Versão Dual Shock: Um dos relançamentos do Resident Evil original que dava suporte para o novo (no momento) controle Dual Shock com capacidade de vibração para o Playstation. Quando estes controles foram lançados, tornou-se regra incluir capacidade de vibração nos jogos.

Fácil: Um modo de dificuldade para iniciantes. Alguns dos jogos que têm este modo também têm o demérito de não destravar extras mesmo depois de finalizar o jogo.

Expresso Ecliptic: O trem expresso particular para empregados da Umbrella, ele atravessa as Montanhas Arklay para chegar ao Complexo de Treinamento. Uma catástrofe ocorre a bordo graças a James Marcus.

Arquivo Epílogo: Uma cena oculta que pode ser vista após terminar o jogo no modo Heavy (Violento). Conta o destino de 8 personagens essenciais para a história.

Modo Expert: Um nível rígido de dificuldade que foi incluído na versão Dreamcast de Biohazard 2. É o mesmo modo que foi incluído na versão americana de Resident Evil 2.

Extreme Battle: Um modo especial incluído no Resident Evil 2 Dual Shock e nas versões para Dreamcast. Tem os mesmos conteúdos do EX Battle na versão GC.

G-Virus: Um vírus maligno e violento desenvolvido por William Birkin. Aqueles infectados são totalmente tomados pelas “Células G” e sofrem mutações extremas e súbitas até morrerem.

Plano G-Virus: O nome do projeto sob supervisão de William Birkin para desenvolver novos tipos de B.O.W.s usando o G-Virus.

Células G: As células que, após injeção ou infecção, rapidamente tomam as das criaturas vivas que infectam. Estas células então começam a provocar mutações imprevisíveis em seu hospedeiro.

Criaturas G: As criaturas que foram criadas por exposição ao G-Virus.

Difícil: Um modo onde munição e itens de cura são escassos e os inimigos são mais fortes. Em Resident Evil, este era o modo que os jogadores jogavam após escolher Chris, e Jill era o modo Fácil do jogo.

Heavy (tr.: Violento): O modo mais difícil incluído em Resident Evil 3. A versão americana deste modo era ainda mais difícil.

HP: Abreviação de Pontos de Ataque. Age como um dado numérico para resistência, e mostra quanto dano seu personagem pode agüentar.

“Finalmente acabou…”: Uma frase que Jill Valentine e Claire Redfield dizem no meio de seus respectivos jogos. Em Resident Evil 3, você também pode ouvir isto se for morto na luta contra o chefe que se segue logo depois.

Inimigo Invisível: Um minigame que se pode jogar em Resident Evil após completar certas condições.

Matriarca Assassina: O nome do spray usado para atacar o ninho de vespas.

LDR: Abreviação de Líder. O membro dos S.T.A.R.S. que comanda os outros, decide as táticas e lidera o grupo.

Leech Hunter (tr.: Caçador de Sanguessugas): Um minigame que se pode jogar em Resident Evil 0 após completar certas condições.

“Let Me Live” (tr.: Deixe-Me Viver): As palavras escritas nas costas da jaqueta vermelha de Claire (RECV). Incidentalmente, o desenho acompanhando estas palavras é o de uma Valquíria, a deusa da destruição.

Light (tr.: Leve): O modo iniciante em Resident Evil 3. Este modo te dá várias armas poderosas desde o início do jogo, e os inimigos são mais fáceis de derrotar.

“Made In Heaven” (tr.: Feito no Paraíso): Palavras escritas nas costas da roupa secreta de Chris (RE) e na jaqueta vermelha de Claire (RE2).

MO DISC: Um item padrão da maioria dos jogos que contém vários dados. Em Resident Evil 3, se chamava Disco de Sistema.

“Mother Love” (tr.: Amor Materno): Uma tatuagem no braço esquerdo do personagem Billy Coen.

PM: Abreviação de Polícia Militar, a organização que mantém outros militares na linha se um deles ferir a lei. Mostrada como o pessoal escoltando Billy Coen para a prisão (apesar de já estarem mortos quando os vemos).

Mr. X: Um dos nomes para Tyrant nas versões internacionais. Houve também brinquedos vendidos com este nome.

Modo Nightmare (Tr.: Pesadelo): Um modo que aparece na versão DC de Resident Evil 2 após terminar o jogo com Claire e Leon. Este modo é ainda mais difícil do que o da versão original americana.

Normal: A dificuldade padrão e média do jogo.

NP-004: Uma das substâncias UMB necessárias para criar a V-Jolt.

OM: Abreviação de Omni Man. Suporte de retaguarda que tem conhecimento e habilidade com todas as armas, veículos e armas de fogo pesadas.

Jogo Original (RE2): Refere-se ao “port” completo do jogo. Exceto pelos gráficos melhorados, é exatamente o mesmo jogo de quando foi lançado originalmente.

Parasol: A marca do MO DISC usado durante o jogo (RE). Acredita-se ter sido criado por uma companhia associada da Umbrella.

PM: Abreviação de Point Man (Linha de Frente). Esta posição assume uma linha de frente agressiva para conseguir informação sobre a área antes de assegurá-la.

Gás P-∑: Gás anti-B.O.W.. Não causa efeito nas Ivies (Heras), e em vez disto lhes dá propriedades tóxicas.

R.P.D.: Abreviação de Departamento de Polícia de Raccoon. Lar dos S.T.A.R.S. e cenário da primeira metade de Resident Evil 2.

Real Survival (tr.: Sobrevivência Verdadeira): Um minigame em Resident Evil que aparece após completar certas condições.

Vírus RNA: Palavra usada por biofísicos modernos. Um vírus que contém dados genéticos na forma de RNA, ou ácidos ribonucléico. Aparece em “Wesker’s Report II”.

Rookie (tr.: Novato): Um modo iniciante que te permite usar várias armas poderosas desde o começo do jogo. Ainda mais fácil do que o modo Fácil (Easy) original.

RS: Abreviação de Segurança de Retaguarda. O membro dos S.T.A.R.S. que trata dos ferimentos dos outros membros e lhes dá apoio da retaguarda. Também habilidosos em controle do helicóptero e em tiros com grande precisão.

S.T.A.R.S.: Pronuncia-se “stars” (estrelas, em inglês). Uma força especial de elite sob a direção da Polícia de Raccoon. É dividida em duas equipes, Alpha e Bravo, com 6 pessoas em cada equipe.

S.W.A.T.: Abreviação de Táticas e Armas Especiais, é uma equipe especial de elite treinada para resolver situações perigosas. Aparece no perfil de Barry Burton.

Safsprin: Um dos principais remédios mais rentáveis da Umbrella Farmacêutica. Embalado como pílulas em uma garra, sua frase publicitária é “A Cura Comum”.

The 4th Survivor (tr.: O 4º Sobrevivente): Outro cenário disponível para destravar depois de completar certas condições. Permite que você jogue com HUNK.

The Mercenaries (tr.: Os Mercenarios): Um minigame que aparece após terminar o jogo principal em Resident Evil 3.

The Tofu Survivor (tr.: O Sobrevivente Tofu): Outro cenário alternativo destravável. O protagonista é Tofu.

“The True Story Behind Biohazard” (Tr.: “A Verdadeira História Por Trás de Biohazard”): Um livreto que foi incluído como parte do lançamento de edição limitada de Resident Evil para o Sega Saturn. Contém muita história de fundo como a curta história contando a partir de Chris os acontecimentos do primeiro jogo, e muita história por trás do desenvolvimento do jogo.

T-Veronica: Um vírus criado por Alexia Ashford ao combinar o vírus Progenitor com o DNA da formiga-rainha e de planta. Para assimilação bem sucedida entre ele e o hospedeiro, deve ser conduzido por vários anos sob temperaturas frias redutoras de velocidade.

Tipo-A: Uma das primeiras formas mutadas do vírus Progenitor, foi posteriormente injetado em Jessica Trevor, a esposa do arquiteto da mansão Arklay, George Trevor. Explicado no arquivo “Uma foto de família”.

Tipo-B: Uma das primeiras formas mutadas do vírus Progenitor, foi posteriormente injetado em Lisa Trevor, a filha do arquiteto da mansão Arklay, George Trevor. Explicado no arquivo “Uma foto de família”.

Tipo-Y139: B.O.W.s criadas de criaturas com carapaças que nunca são vistas no jogo, mas são mencionadas no arquivo “Diário do Passageiro”. Seguindo os pontos fracos descritos no arquivo, acredita-se que eles eram a base para as B.O.W.s Stingers (Escorpião, RE0).

T-Alexia: Outro nome para o vírus T-Veronica. Albert Wesker diz isto quando chega à mansão para tentar capturá-la.

T-Virus: Um vírus reprogramado a partir do vírus Progenitor para uso militar. O “T” significa Tirano (Tyrant), e tem o efeito de transformar todas as criaturas que infecta em bestas descontroladas sedentas por sangue.

Plano T-Virus: O nome do projeto de criação de B.O.W.s no Laboratório Arklay. Aumentou a rivalidade entre Spencer e Marcus, e é o instigador por trás do incidente da mansão.

U.B.C.S.: Abreviação de Serviço de Medidas Contra Perigo Biológico da Umbrella. Eles aparecem na abertura de Resident Evil 3 apenas para serem dizimados logo depois.

UH-1 (Helicóptero Modelo UH-1): O modelo do helicóptero reservado para uso dos S.T.A.R.S.. É um helicóptero amplamente usado e extremamente adaptável geralmente pilotado pelo exército ou por civis.

Versão dos EUA: Um modo que copia o nível de dificuldade do jogo de seu lançamento nos EUA. Pode ser usado até para se referir ao port japonês da versão Americana.

Substâncias Tipo UMB.: Os materiais usados para criar a V-Jolt. Os números 3, 7 e 10 (no Resident Evil original eram 2, 7 e 13) são necessários.

VAM: A máquina usada para criar o DEVIL, a vacina do G-Virus. Você pode reler o processo de criação no “Síntese da G-Vaccine DEVIL”.

V-ACT: Uma mutação do T-Virus que faz o corpo do hospedeiro passar por processos reconstrutivos extremos. Isto é o que transforma zumbis mortos nos tenebrosos Crimson Heads.

Very Easy (tr.: Muito Fácil): O modo de dificuldade mais fácil de CODE: Veronica X. Um lança-mísseis com munição ilimitada, fitas de tinta (ink ribbons) infinitas e uma caixa de itens cheia de armas poderosas são alguns dos benefícios.

V-Jolt: O nome convencional para a Substância Tipo UMB, a “UMB No. 20”. UMB é de Umbrella, o V é de vírus e o Jolt é de choque. Um item necessário para enfraquecer a Plant 42.

VP-017: Um dos produtos UMB necessários para criar a V-Jolt.

VT-J98: O nome da substância usada na criação do Nemesis Tipo T. Explicada no “Fax” (RE3).

Dia X: O dia em que o plano para criar uma catástrofe na mansão Arklay e para o uso da equipe S.T.A.R.S. para testar a efetividade de suas B.O.W.s em combate real aconteceria.

Amarelo-6: Um dos itens necessários para criar a V-Jolt.

“Você Está Morto”: Palavras em sangue que significam que o jogador morreu. Em alguns títulos elas aparecem como “Você Morreu”.