Livro Traduzido | Resident Evil Archives

PALAVRA-CHAVE #3 – UMBRELLA

A história da Corporação internacional de larga escala Umbrella começou em 1967 com a descoberta do vírus Progenitor. O aristocrata Ozwell E. Spencer, junto com seu amigo aristocrata Edward Ashford e o colega de escola deles, James Marcus, descobriram este novo vírus de RNA. Isto entrelaçaria para sempre as vidas destes três indivíduos. Com a intenção de desenvolver armas biológicas (B.O.W.) e monopolizar o mercado militar, Spencer levou à empresa ao seu amigo Marcus. Com isto, os três fundaram a Umbrella em 1968, sob a fachada de uma corporação farmacêutica. O lema da corporação era “Preservando a saúde das pessoas”. Com a Europa como sua base, a abominável história da corporação começou.

No ano em que a Umbrella foi estabilizada, Edward faleceu, deixando a corporação para os dois que restavam. Spencer dava seu sangue pela administração da companhia. Para poder treinar gerações subseqüentes, ele colocou Marcus como o diretor do Complexo de Treinamento de Administração da Umbrella. Mesmo após ser apontado como diretor do complexo, Marcus continuou sua pesquisa viral. Contudo, a própria influência de Spencer continuava crescendo e se tornou uma fonte de insatisfação para Marcus.

Em 1978, Marcus teve sucesso no desenvolvimento do T-Virus. Ele estava confiante de que com isto, seu lugar como chefe da companhia estaria assegurado. Porém, suas ambições foram aniquiladas pelos planos de Spencer. Ele já havia levado a pesquisa de Marcus para o Complexo de Pesquisas de Arklay, construído na Floresta de Raccoon. Spencer era o tipo de pessoa que se aproveitava da amizade se ela servisse ao seu benefício pessoal. Spencer fez com que o amigo de confiança de Marcus, Albert Wesker, o assassinasse. Após a morte de Marcus, o Complexo de Pesquisas de Arklay produziu B.O.W. atrás de B.O.W. sob a direção de Spencer. Em apenas 10 anos, a rede e a escala da corporação cresceram imensamente. Em 1998, a Umbrella tinha institutos de pesquisa na América do Norte, Europa e Antártida. Na América do Norte, havia o Complexo de Pesquisas de Chicago, o Complexo de Pesquisas de Arklay e o Complexo de Pesquisa Subterrâneo, ambos em Raccoon. Na Europa, havia o Complexo de Pesquisas de Paris e o 6º Complexo de Pesquisas da Europa. Por fim, há o Complexo de Pesquisas da Antártida. O Complexo de Treinamento da Umbrella foi fechado perto da morte de Marcus há 10 anos, mas Spencer enviou uma equipe de investigação para tentar recuperar o complexo.

O feito de engenharia mais notável foi o 6º Complexo Europeu. Foi lá que a B.O.W. Tyrant foi aperfeiçoada após sua falha no Complexo de Pesquisa de Arklay. Ele foi desenvolvido como um início para uma nova raça de B.O.W.. Isto levou ao Plano Nemesis e o novo Nemesis Tipo T. Esta arma humanóide foi mandada para a devastada cidade de Raccoon, e ela começou a procurar e destruir os S.T.A.R.S. sobreviventes que estavam atrás dos segredos do complexo de pesquisa. No processo, dados de batalha seriam reunidos do Nemesis.

Deixando de lado a contínua pesquisa desumana da Umbrella, havia outra importante razão para separar a Umbrella de seu disfarce como companhia farmacêutica e seu papel secreto como fornecedor de armas. Os clientes mais valiosos de armas virais e B.O.W. da Umbrella eram ninguém mais do que o governo dos Estados Unidos. Conseqüentemente, é de comum conhecimento dentro do governo que a Umbrella esteja produzindo estas terríveis armas biológicas. De fato, mesmo com todos os seus segredos, os métodos da Umbrella são aprováveis. Já que a corporação tem ligações tão fortes com o governo, era inimaginável que a Umbrella fosse acusada por seus crimes. Depois do T-Virus se espalhar pela cidade de Raccoon, foi através da manipulação de Spencer que o governo dos EUA deu a ordem para isolar as pessoas de Raccoon e lançar um novo tipo de míssil nelas. Não foi só a Umbrella, mas também o governo que optou por destruir as evidências incriminadoras.


O Disfarce da Umbrella como Corporação Farmacêutica

A Umbrella é mais conhecida pelo público como uma companhia farmacêutica do que como fornecedora militar. Ela construiu uma imagem limpa de empregadora e é conhecida como número 1 no recrutamento de gerentes, produtores e pessoal para entrega. Apesar de ser um grande negócio, continua de portas abertas e é um empregador de oportunidades iguais, que não discrimina baseada em religião, sexo ou raça. A Umbrella também é a fabricante destes três produtos populares (ADRAVIL, AQUA CURE, SAFSPRIN). Eles são considerados necessários pela população de Raccoon.


A Terrível Conspiração de Spencer

Um dos mais devastadores assassinos de seres humanos já conhecidos é o vírus Ebola. Ainda não há cura para esta doença terrível, que tem uma taxa de mortalidade tão alta que ameaçaria eliminar a humanidade. Após testemunhar este potencial de devastação, a humanidade tomou medidas assinando um acordo internacional, proibindo o uso de armas biológicas em guerras. A Convenção de Armas Biológicas foi criada, e tem sido preservada. Contudo, foi rompida pela ambição de um homem.

Nenhuma palavra é mais adequada para Ozwell E. Spencer, o fundador da Corporação Umbrella, como “tirano”. Quando o Vírus Progenitor foi descoberto, ele imediatamente expandiu as ligações de sua companhia, e ainda ganhou influência no governo dos Estados Unidos. A ambição de Spencer se aproximava da de Adolf Hitler, e ele em silêncio colocou o mundo em suas mãos. Aqueles ligados à Umbrella estavam tão ocupados buscando seus próprios benefícios e ganhos pessoais para ver sua ambição, e sem perceber, levaram o mundo ao caos. Sem dúvida, era exatamente o que Spencer queria.

A pesquisa do T-Virus que ele conduzira foi uma passagem só de ida para o Inferno. Usar seres humanos em experimentos e espalhar o vírus criaria zumbis, e outras B.O.W.s transformariam a cidade de Raccoon em um tubo de testes gigante. Ele não se importa com quantas vidas ele jogou fora para obter resultados dos testes. Ele usaria até aqueles que chamava de amigos.

No Complexo de Pesquisas subterrâneo de Raccoon, o DNA de Lisa Trevor, que foi usada como cobaia no Complexo de Pesquisas de Arklay, permitiu o futuro desenvolvimento do G-Virus. Porém, o chefe de seu desenvolvimento, William Birkin, queria monopolizar o projeto e agiu sem autorização. Spencer ordenou à unidade de forças especiais de elite da Umbrella que obtivesse o G-Virus. Devido as ações de um membro da equipe, HUNK, Spencer conseguiu obter uma cápsula contendo o vírus e continuou pesquisando-o. Como conseqüência da decisão do governo americano em liquidar a Raccoon em quarentena, qualquer evidência de suas obras malignas foi perdida. Mas a destruição da cidade realmente trouxe um fim ao pesadelo? No fim das contas, enquanto a Umbrella ainda existir, não há dúvidas de que em algum lugar eles continuam seus experimentos e criam uma nova raça do mal…


O Traído e Infeliz Cientista Marcus

A pesquisa da vida do primeiro diretor do Complexo de Treinamento da Umbrella, Dr. James Marcus, nada rendeu além de falha. Ele não foi creditado entre os descobridores do Vírus Progenitor, e nem considerado membro fundador da Umbrella. Ele praticamente não tinha autoridade na corporação. Spencer sozinho carregava o verdadeiro poder. Dr. Marcus tinha poder parcial do Complexo de Treinamento da Umbrella. Mesmo estando ciente de que estava sendo usado, ele se lançou em sua pesquisa para criar um novo tipo de T-Virus.

No entanto, quando a pesquisa de Dr. Marcus gerou frutos, deu a Spencer a chance que ele estava esperando. Um homem em quem Marcus confiava, Albert Wesker, e William Birkin, o apunhalaram pelas costas. Então, os resultados alcançados por Marcus foram roubados e usados para empurrar a própria pesquisa de Spencer adiante, apesar da principal razão do Dr. Marcus em continuar sua pesquisa ser sua violenta oposição a Spencer.

O Dr. Marcus conseguiu usar o T-Virus para fazer sua pesquisa em sanguessugas modificadas e criar sua própria B.O.W.. Ele acreditava que este era o melhor caminho para se vingar de Spencer. Contudo, em 1988, antes que ele pudesse completar sua pesquisa, sua vida foi tomada por Wesker em troca do dinheiro de Spencer. Após 10 anos, o fechamento do complexo de treinamento enterrou a pesquisa em sanguessugas modificadas. O corpo de Dr. Marcus apodreceu nas águas do sombrio complexo de pesquisas.

Dez anos depois, um fenômeno biologicamente impossível ocorreu no complexo de treinamento. A sanguessuga-rainha nascida dos experimentos de Dr. Marcus se moldou permanentemente ao DNA tomado de seus restos, criando o seu clone. A cópia até mesmo refletia a vontade de Dr. Marcus, e seu desejo por vingança à Spencer. Sua primeira ação foi usar as sanguessugas modificadas para infectar o trem Ecliptic Express, que transportava empregados da Umbrella até a Extensão das Montnhas Arklay. Foi uma demonstração de terrível poder. No entanto, a sanguessuga rainha apenas copiou a mente de Dr. Marcus, e ao transformar seu estado físico, perdeu toda sua sensibilidade. Ela se tornou apenas outra criatura prestes a encontrar seu destino final…