Resident Evil Revelations | Files Traduzidos


Manual de Jogo

Manual do Jogo – Controles Básicos

“Movimento”
Corra pressionando (ANALÓGICO PARA CIMA), e ande pressionando pela metade.
Vire segurando [L] e usando (ANALÓGICO).
Use (ANALÓGICO) + (B) para dar um giro rápido.

“Controles de Arma”
Atire com [R] + (Y).
Recarregue com [R] + (B).
Troque de armas com (DIRECIONAL PARA DIREITA).
(Somente se estiver carregando 2 ou mais.)

“Controles de Sub-Arma”
Use a arma com (X).
Use a arma enquanto mira com [R] + (X).
Troque de armas com (DIRECIONAL PARA ESQUERDA).
(Somente se estiver carregando 2 ou mais.)

“Recuperação de Energia”
Pressione (A) para usar uma Erva Verde e recuperar sua energia.

“Esquivar”
Pressionar (ANALÓGICO PARA CIMA) ou (ANALÓGICO PARA BAIXO) + (B) no tempo certo pouco antes de um inimigo atacar fará você se esquivar do ataque.

“Ataques Físicos”
Você pode usar um ataque físico quando estiver perto de um inimigo encolhido e quando (Y) estiver aparecendo na tela.
Segure (Y) para acumular força para um golpe com força extra.
Bom para poupar munição.

“Controles de Gyro”
Para usar o sensor gyro, mude os controles para o Sensor Gyro.
Você pode girar o sistema para controlar a câmera enquanto mira.
Você também pode ir para os lados enquanto mira.


Manual dos Controles por Toque

Manual do Jogo – Controles por Toque

Tocar o ícone de uma arma equipada no momento recarregará esta arma.
Tocar qualquer outra arma equipará a arma.

Tocar o ícone de sub-arma abrirá a lista de sub-armas.
Toque a arma que você quer equipar.

Tocar o ícone do Genesis equipará o Genesis.
Tocá-lo novamente o desequipará.

Correr pela área do mini-mapa permitirá controlar a câmera.

Toque o botão Menu para abrir o sub-menu.

(1) Itens
(2) Munição
(3) Itens Importantes
(4) Mapa


Manual do Genesis

Versão. 1.0.9

“Genesis”
O apelido de um bio-scanner de alto nível atualmente sendo testado e desenvolvido pelo Consórcio Farmacêutico Global.

Ele lança radiação especial de síncroton em um alvo para analisá-lo.

“Análise Viral”
É possível detectar e analisar até as menores quantidades de vírus.

“Criação de Vacinas”
Desde a versão 1.0.4, tem sido possível produzir vacinas simples a partir de dados de análises virais.

“Detecção”
Usando radiação de síncroton, é possível detectar objetos específicos.
Os dados de balas, ervas medicinais, etc., estão registrados dentro da memória interna para testes.

Se um objeto detectável estiver por perto, o indicador na área inferior à direita do monitor ficará iluminado.


Plano de Vôo

Tipo de Vôo: IFR (Regras Instrumentais de Vôo)

Identificação da Aeronave: EC6177

Tipo de Aeronave: C-1306

Ponto de Partida:
Base Aérea de Recedilla Monte

Destino:
Aeroporto de Valkoinen Mökki


Formato do Navio

Para toda a equipe e tripulação

O Queen Zenobia é um cruzeiro de lazer que oferece serviço de classe com o conforto de um hotel de luxo para nossos passageiros. Este navio oferece numerosos serviços e instalações para nossos hóspedes.

Como representante deste navio, é seu trabalho conhecer todas as instalações que podem ser encontradas aqui.

A lista a seguir resume algumas das principais instalações deste navio. Por favor, leia cada uma cuidadosamente.

Salão de Gala
Ocupando uma área de 1500m², o salão de gala do navio tem três andares, e é mais espaçoso do que em qualquer outro navio no mundo. O interior é feito em estilo gótico, com tetos cobertos de lustres. Sua beleza e estilo rivaliza com os das mais finas casas de ópera.

Cassino
O cassino do navio pode ser encontrado perto do salão de gala. Todos os tipos de diversões esperam nossos hóspedes, incluindo jogos de carta e máquinas caça-níqueis. Tudo o que os hóspedes esperariam de um cassino pode ser encontrado aqui, 24 horas por dia.

Restaurantes e Lojas
O salão de gala tem itens de designers e lojas famosas de todo o mundo. Os hóspedes podem relaxar em nossos muitos restaurantes e bares. Há também lojas que suprem as necessidades diárias de nossos hóspedes.

Sala de Comunicação de Emergência
Há uma sala de comunicação de emergência perto do salão de gala que pode ser usada como ponto de segurança durante uma emergência. A tripulação também pode usar esta sala para transmitir uma ligação de emergência, caso haja a necessidade.

Solário
O teto de vidro do solário supera os das maiores piscinas a bordo do mundo. Este ponto romântico tem sido o destino favorito de muitos de nossos passageiros. Fique de olho em casais que entram às escondidas depois do horário.


Mensagem Descartada

Oh, Deus, por favor, me ajude.
Isto não pode estar acontecendo. Não me deixe morrer neste inferno. Estou preso aqui!
Tem monstros aqui! Monstros de verdade!
Todos estão mortos ou morrendo…
Não há sobreviventes…
Droga, vamos todos morrer!


História do Queen Zenobia

Tonelagem: 148.000 toneladas no total
Volume: 90.000 toneladas
Extensão: 335,8m
Largura: 52,3m
Altura: 93,97 m
Propulsão: Propulsão elétrica a diesel
Tripulação: 1094 oficiais e funcionários
Passageiros: 2200

Este navio da Linha Paraguas foi construído em 1978. O interior foi criado para imitar o dos navios da década de 1930, a “era de ouro dos cruzeiros”. O design foi baseado no projeto deixado por George Trevor antes de seu desaparecimento. Jornais da época da construção do navio relatam os elogios que o design recebeu.

O navio em si ganhou o nome de Zenobia, a rainha do Império da Palmira, destituída pelos romanos. Assim como a lendária beleza de sua homônima, este navio também é conhecido como “A Beleza do Atlântico”, e permaneceu como um dos cruzeiros mais populares, construídos no século 20.

Com o crescimento do tráfego aéreo superando a popularidade das longas viagens marítimas, parecia que o Queen Zenobia, junto com seu navio gêmeo, estava destinado a virar sucata no final dos anos 80.

Felizmente, ele foi comprado pela Linha Paraguas e suas turbinas de vapor foram substituídas por um sistema de propulsão elétrico a diesel. Seu tamanho e as áreas de cabine foram ampliados, e ele foi aprimorado com a mais recente tecnologia. O Queen Zenobia renasceu como uma linha de luxo inteiramente funcional.

Após sua restauração, o Queen Zenobia fez um cruzeiro pelo mundo, seguido de um pela América do Sul e muitos, muitos outros. No futuro, ele terá seu principal porto no Mediterrâneo, para realizar seus cruzeiros pela África. O Queen Zenobia trará deleite aos passageiros por muitos ainda.

A História do Queen Zenobia
Edição de 1995


Bilhete Encontrado no Quarto 303

Que diabos está acontecendo!?
Monstros estão andando por todo o navio! Eles o estão destruindo.

Eu nunca vi monstros como estes. Seus movimentos são duros, estancados, mas já era se eles te pegarem.

Estes malditos monstros devoraram meu amigo Hasan. Filhos da mãe.

Eu usei minha arma para assustá-los, o que me deu tempo para fugir. A bala atravessou o braço dele, graças a Deus. Estes monstros têm ossos como os de uma velha.

Não há para onde correr agora.
O maldito monstro feriu minha perna.

Droga… Eu fiquei sem munição também. Só Deus sabe como irei sobreviver a isto.


Bilhete Deixado na Frente da Sala de Comunicações de Emergência

Esta é a sala de comunicação de emergência. Ninguém entra sem minha permissão, e nem sem a minha chave!
Se você quiser entrar, venha me encontrar no lugar de sempre no deck Promenade.

Do oficial de comunicação

(Há uma mensagem rabiscada embaixo.)

Isto é uma droga. O navio está cheio de malucos e monstros. Eu vou para o Promenade, porque lá pelo menos eu encontro comida.

Qualquer um que ainda estiver vivo pode me encontrar lá. Vocês sabem onde me achar.
Não vou morrer assim, posso prometer isto. Espero não ser o único sobrevivente.

Do amigo oficial de comunicação


Diário do Oficial de Comunicação

Dia 1
Eu tomei a decisão certa de vir para o deck social. Tenho comida e bebida para durar por um bom tempo.
Ainda posso ouvir aquelas coisas lá fora, batendo na minha porta ou procurando por presas. Só que eles não vão entrar aqui!
Não faço idéia se mais alguém está vivo, mas sei que vou sobreviver a isto.

Dia 2
Droga! Aquelas coisas malditas entraram por dutos de ar! Mas eu os derrubei antes que pudessem me causar qualquer dano de verdade.
Eu treinei para isto, e treinei muito. Tirem o chapéu para mim.

Dia 3
Depois da festa surpresa de ontem, eu não consegui dormir nem um pingo. Meus nervos estão agitados. Queria não ser a única pessoa aqui.
Muito cansado hoje. Não me sinto bem. É melhor eu não ficar doente. Eu não poderia andar. Preciso conservar energia. Aguenta firme.

Acho que hoje é Dia 4.
Estou com febre.
Espero que aqueles monstros não me encontrem assim. Estou tão cansado disto. Será que estou infectado? Será que é só um resfriado?

Tem uma bola imensa na minha cabeça. Dói. Queria ter alguém com quem conversar. Estou tão só.

Quantos dias faz?
Eu encontrei alguém para conversar. Tão feliz. Ele é muito engraçado. Conta várias piadas. Várias. Elas são engraças. Eu rio… rio.
Seu rosto está tão perto… No meu rosto…

Ele também acha
Sem espaço para andar
Tive uma luta
Ele queria toda a comida
Ele estava comendo carne… Carne boa, deliciosa
Eu vi seu rosto… Mastigando… Comendo…
Nada de carne para mim… Parecia deliciosa…
A cabeça dele parece deliciosa…

ajudem
não consigo mexer
encurralado
eu não eu
quem sou eu
ajudem por favor ajudem
socorro

soooo oo oo ooo o
cooooooooo o orro

carne carne
comer comer comerr

carne


Procedimentos de Segurança

Como este navio esteve envolvido em um acidente, padrões de segurança que vão além daqueles descritos no Ato de Segurança Marítima foram incluídos.

Toda a tripulação deve ler e estudar este manual para estar preparado para agir, em caso de emergência.

1. O Queen Zenobia tem dois geradores únicos de força.

Se o gerador principal de força falhar, o gerador extra no porão compensará a perda e abastecerá todo o navio com energia.

2. Este navio contém comportas verticais e horizontais que automaticamente seguram a água em caso de inundação.

No caso de uma emergência, as comportas podem ser operadas pelo sistema de controle no porão.
Este sistema continuará funcionando mesmo depois de sofrer danos mínimos.


Relato do Funcionário do Cassino

Eu finalmente descobri como passar pela segurança da sala VIP.

Esta sala é reservada para todos os grandes apostadores, então eu sempre tive curiosidade em saber o que acontece lá.

É tão fácil. Tudo o que se tem que fazer é colocar moedas na garota do cassino ao lado da porta, e poderá passar por qualquer segurança.

Você tem que acertar o peso certo — 107 gramas. Um pequeno preço a se pagar para o acesso à sala VIP.


Instruções Misteriosas

(Parece uma mensagem.)

É essencial conduzirmos nossa missão o mais diligentemente possível depois de embarcarmos no Queen Zenobia.

Nossos dois alvos logo estarão aqui, mas eles não devem comprometer a missão.

Tome medidas apropriadas; não exagere.

1. Protegendo a Sala
Encontre a sala mais acessível na área da tripulação e a proteja.

Informações indicam que pode haver atividade B.O.W. no navio. Aja com extremo cuidado o tempo todo.

2. Materiais
Os acessórios de espião que você recebeu devem ser usados para causar confusão entre nossos alvos. Siga as instruções de onde distribuí-los pela sala. Depois disto, deixe a sala imediatamente. (Não deixe rastros de sua presença!)

O ponto principal desta missão é enganar nossos alvos, então tudo deve ser conduzido de forma rápida e secreta.

Não deixe os alvos te verem. Não se envolva ou atire neles. Sua principal preocupação deve ser o seu encobrimento. Deixe todo o resto comigo.


(Não há pistas de quem deixou este bilhete.)

(Não há pistas de quem deixou este bilhete.)

Eu fui forçada a vir nesta missão. Não tinha desejo algum de vir para um trabalho que pudesse me matar. De qualquer forma, o estágio um está completo.

Eu consegui a chave do elevador de carga.
Agora posso chegar ao porão.

Este navio era usado como a base de operações para o ataque terrorista em Terragrigia há um ano. Eu encontrei no deck frontal do navio o UAV que foi usado para espalhar o vírus.

Encontrar o UAV foi bom; ser atacada do nada por um monstro horrível foi ruim. Eu sabia que esta missão seria péssima desde o momento em que a recebi.

Minha cabeça parece que vai abrir no meio. Eu já perdi um olho. É difícil enxergar. Eu me sinto um lixo.

Braços estão começando a ficar estranhos também. Meu braço direito partiu em dois.

Sangue por todo o meu corpo, posso ver meus ossos

preciso de médico urgente

(A escrita está coberta de sangue.)


Relatório de Manutenção dos Tubos de Vapor

Para Toda a Equipe da Manutenção:

Uma das tampas soltou dos tubos no corredor do porão, e agora tem vapor saindo por ele.

O vapor é escaldante, então você terá um pouco de trabalho para resolver.

Na sala de máquinas há dois níveis.

Use os níveis para acertar o ponteiro no medidor nas letras certas. Isto irá fazer o vapor parar de vazar do cano.

As letras e locais correspondentes são os seguintes:
A: Sala de Manutenção
B: Sala de Máquinas, andar superior
C: Sala de Máquinas, andar inferior

Lembre-se de que, se o vapor parar de vazar em uma área, irá vazar em outra.

Mantenha isto em mente ao ajustar o ponteiro e usar as áreas que precisa.


Anotação Deixada na Sala do Motor

Cronometragem é necessária para restaurar a força.
Duas chaves devem ser usadas ao mesmo tempo.

Em todo caso, eu coloquei a chave de reiniciar “você sabe onde”…

Sabe onde estou falando?
Não sabe? Caramba, você realmente precisa “engrenar”!


Como Lidar Com o Novo Protótipo

Um novo protótipo será apresentado nesta missão. Todos os participantes da missão devem ter extremo cuidado!

1. Ao lidar com o protótipo especial, todas as instruções do manipulador devem ser seguidas à risca.

2. No caso de uma emergência, siga as diretrizes de contingência do Manual de Perigos e Emergências.

3. Assim que as habilidades do protótipo estiverem ativadas, será impossível controlá-las. O sedativo proscrito deve ser administrado a cada hora durante o transporte.

4. Apesar de ser possível controlar o protótipo especial, seu comportamento no campo não pode ser previsto com precisão.

Quando o controle não for mais viável, por favor, contate o QG através da linha de comunicação.


Diário do Agente da Veltro 1

2004
Estamos finalmente colocando nosso plano final em ação. Jack Norman, nosso líder e irmão de armas, criou este plano.
Quando o ouvimos pela primeira vez, tínhamos nossas dúvidas se poderia sequer ser executado.
Mas agora chegou a hora de executar este plano extraordinário, graças à disposição de aço de nossos companheiros e daquele que apoiou nossos ideais com seu poder e influência. Ele preparou estes navios para nosso uso. Estes cruzeiros de luxo são símbolos da degradação da humanidade, e servirão para a distribuição do vírus que purgará a humanidade. Eu recebi a tarefa de embarcar no Queen Zenobia para nossa missão.
Bernard Corti

2004 – 12 horas para início da missão
Meu corpo está tremendo e não consigo evitar. Pode ser empolgação ou medo, ou os dois. Estranhos organismos biológicos criados pelo vírus estão andando pelo laboratório secreto no porão.
O vírus pode ser dissolvido em água, então qualquer um que beber desta água se transformará em monstro.
A B.O.W. tipo Hunter foi infectada fora do local, e espalhará o vírus em terra. A tristeza decadente que é a cidade flutuante logo se transformará em um verdadeiro inferno na Terra.
Devemos levar o inferno às pessoas, ou as lágrimas não cairão de seus olhos. Foi assim que Norman nos disse.
Se aquele nosso financiador grisalho acredita no Norman, então nós que o servimos devemos acreditar também.
Bernard Corti


Pesquisando o Vírus de Alto-Mar

A Universidade da Marinha de Montepellier conduziu pesquisa através de um submersível sem nome durante a quarta expedição à Fenda de Kermadec. A 9000 metros, um novo tipo de peixe predador de alto-mar foi descoberto.

O alto-mar tem um efeito único em organismos vivos. Mas esta criatura, além da tolerância normal a altas pressões, demonstra um grau inacreditável de motilidade e ferocidade não encontrado com frequência em tais profundidades.

O que nos surpreendeu depois de examinar o peixe foi que estes traços únicos não são nativos da biologia do peixe, mas eram causados por uma infecção viral.

Devido a natureza incomensurável deste vírus, decidimos dar a ele o nome “The Abyss” (“O Abismo”). Nós o continuaremos pesquisando. Devemos descobrir por que ele toma as grandes reservas de gordura e água de peixes de alto-mar, que são apropriados para a alta pressão, o pouco oxigênio e as profundidades de baixa temperatura, e os transforma em estruturas de ossos e músculos de alta densidade, que são geralmente encontradas em organismos que vivem em habitats de profundidade.

Se conseguirmos desenvolver com sucesso uma B.O.W. funcional, avançaremos anos-luz neste campo. É importante notar que a transmissão de sangue do vírus acontece em 99,76% de todos os casos vistos até agora.

Em casos raros, algumas cobaias não ficam infectadas se receberem o vírus oralmente, talvez porque esteja diluído.

Faremos tudo o que pudermos para aprimorar a efetividade deste vírus e redobrar nossos esforços.

(O resto do papel está apagado e ilegível.)


Relatório de Desenvolvimento do Novo Vírus

Assim que nosso mapeamento genético do novo vírus chegou perto de ser concluído, o Consórcio Farmacêutico Global ofereceu ajuda de sua filial de pesquisa através de contatos em um país não informado.

Eles propuseram combinar o “The Abyss” com um vírus transformado em arma, chamado T-Virus, para tornar nosso vírus mais apropriado para pesquisa e experimentação. Com o novo vírus resultante, que utiliza o DNA de organismos marinhos como base, deve ficar mais fácil criar B.O.W.s.

Nós destruímos com sucesso uma das barreira da criação de armas biológicas.

O T-Virus inclui material genético humano e é capaz de infecção híbrida.

No entanto, a velocidade com a qual o The Abyss ativa a transformação é tão rápida que destrói a estrutura celular do hospedeiro. Felizmente, este problema foi resolvido ao ajustar o grau no qual a infecção ocorre no corpo do hospedeiro.

Há, porém, um efeito colateral que não havíamos previsto. Apesar de a ruptura não ser mais um problema, metade da massa sólida do hospedeiro, incluindo a musculatura e os ossos, se liquidifica durante a infecção. O corpo do hospedeiro se torna altamente malável, permitindo que ele ataque um alvo de lugares inesperados.

Alguns hospedeiros demonstraram a habilidade de secretar seu material corpóreo liquidificado de suas mãos e pés, o que lhes dá membros afiados e protegidos. Hospedeiros humanos como estes foram designados com o codinome “Ooze”.

Estes hospedeiros somente mantêm forma humanóide com muito esforço, e apesar de poderem sustentar esta forma, falta a eles todos os traços de quem já foram um dia.

A cada experimento e a cada hospedeiro infectado, chegamos mais perto de aperfeiçoar o vírus.

Em relação à indústria de armas biológicas, o produto em si é inútil até que uma vacina que possa prevenir a infecção também seja desenvolvida.

Nós precisaremos de muito mais dados de testes clínicos para que isto aconteça. Obter anticorpos de algumas cobaias exigirá tempo e sorte.

Eu recentemente ouvi conversas dos superiores sobre uma doença pandêmica proposital. Suponho que este seja um eufemismo dos negócios para bioterrorismo.


Trecho de Manifesto

(Parece um trecho de um manifesto.)

O destino, e eu não quero soar petulante, é criado antes mesmo que possamos falar a primeira palavra, e é a vontade de uma força maior.

Os impuros não serão amaldiçoados; é o destino deles serem dilacerados pelas presas dos cães.

Não consigo ter simpatia pelas vítimas deste mundo; foram eles quem o criaram. É o mesmo mundo que roubou a comida deste cão.

Não gritarei mais; vou afiar minhas presas. Não rugirei mais; afiarei minhas garras. Todos os nossos companheiros estão esperando pelo momento em que podem se sacrificar pela causa. Somente os cães são puros em seu objetivo, e são somente eles quem podem purificar o mundo.

Não caçamos sozinhos. Caçamos em bandos. Somos a Veltro.

Earl Brinvico


Conclusão do Novo Tipo de Vírus

O vírus T-Abyss contém material genético tanto do Abyss quanto do T-Virus. Ele por si só não é tanto uma ameaça, mas nos permitiu criar a base para o estudo de vírus marinhos como armas biológicas. Eu temo, no entanto, que meu nome um dia fique conhecido por auxiliar na produção da arma mais terrível do mundo.

Se uma forma líquida concentrada do vírus fosse lançada em uma área grande o suficiente do mar, nossos dados indicam que ele contaminaria todos os oceanos do mundo em pouco tempo, começando com bactérias no momento da contaminação e depois causando uma reação em cadeia que afetaria todas as formas de vida marinhas.

Assim que o vírus T-Abyss contaminar uma área do mar, causará mutações a nível genético a todas as formas de vida na área. Será impossível prever o severo impacto ecológico na humanidade.

Tenho dúvidas se a pesquisa que estou fazendo aqui é realmente para prevenir o bioterrorismo e epidemias biológicas.


Diário do Agente da Veltro 2

2004: 2 Dias Depois da Realização da Missão
A missão foi um sucesso. Terragrigia agora é um verdadeiro inferno na Terra. Nós liberamos o poderoso vírus para assolar a cidade com terror e violência. A FBC mandou seus soldados, mas eles foram como cordeiros diante de leões.
Nós atingimos nosso objetivo! O mundo saberá que eles não precisam esperar pelo inferno: ele já está aqui! Abra seus olhos, mundo! Abra seus olhos para a verdade!
Bernard Corti

2004: 5 Dias Depois da Realização da Missão
Este navio foi contaminado. O vírus transformou meus companheiros em monstros horríveis, e estes monstros transformam todo mundo em monstros! Por que isto está acontecendo? Nós íamos levar o inferno para as massas, não trazer o inferno para nós!
A mesma coisa está acontecendo com o Semiramis. O vírus contaminou todos os navios. Não pode ser uma coincidência! Alguém estava nos usando o tempo todo.
Mas quem? Nenhum de nós trairia a Veltro. O único que faria isto é o nosso misterioso financiador. Ele é o único que não está aqui. Norman! Precisamos de sua orientação! Liberte-nos deste mal

(O resto do papel está faltando.)


Materiais de Desenvolvimento do Malacoda

O desenvolvimento do codinome: Malacoda aconteceu por puro acaso.

Estávamos infectando várias espécies de peixes com o vírus T-Abyss como parte de nossa pesquisa em B.O.W.s marinhas. Por acaso, uma das cobaias foi contaminada com parasitas.

O parasita é o Gyrodactylus salaris, um pequeno ectoparasita monogênico. Quando o T-Abyss é usado para infectar o hospedeiro, ele não apenas afeta o hospedeiro, mas também o parasita. As mutações únicas formadas pela dupla infecção nos permitiu aprimorar nosso desenvolvimento de B.O.W. no geral.

Um Malacoda larval tem somente 1cm de comprimento. Por ser tão pequeno, pode ser usado como parasita para infectar o hospedeiro ao secretar um líquido que contém o vírus. O parasita muta dentro do hospedeiro e amadurece rapidamente. Talvez o efeito sinergético do T-Abyss e a secreção causem um aumento no metabolismo do organismo.

O tamanho que o Malacoda pode desenvolver é contingente ao tamanho do hospedeiro. Apesar de ainda termos que fazer testeds clínicos, se uma baleia fosse usada como hospedeiro, não há limites para o tamanho que o Malacoda poderia assumir.


Registro de Infecção do Queen Zenobia

Pesquisador: Ryan
ID: 503321

2004
Depois que a nota final foi tocada na tragédia conhecida como o Pânico de Terragrigia, nós tomamos o navio e começamos a conduzir nossa missão rápida e secretamente.
O Regia Solia destruiu a cidade. Agora este navio é o único lugar onde podemos observar a propagação e mutação do T-Abyss junto com pesquisa auxiliar. Este é o ambiente perfeito para conduzir pesquisa, e devemos tirar o máximo proveito dele.
O único obstáculo são os hospedeiros infectados com o vírus T-Abyss. Isto tornará a pesquisa muito difícil para nós. Não demorará muito como local de pesquisa e ciência até que o lugar todo esteja dominado por criaturas. Devemos agir rapidamente.

2005
Nossa pesquisa no vírus progrediu bem, e nós conseguimos desenvolver uma vacina adequada. Com todos os nossos objetivos atingidos, não há mais necessidade para este navio. Decidimos abandoná-lo.
Alguns membros de nossa equipe não sobreviveram tempo suficiente para ver este momento, mas este é o preço de se fazer pesquisa.
Quando contamos ao Lansdale sobre nosso avanço com a vacina, ele mostrou uma felicidade peculiar.

(Tem algo rabiscado depois de uma área onde as páginas foram arrancadas.)

Logo que os dados de pesquisa foram enviados, a porta para o complexo foi fechada e as B.O.W.s despertadas de seus sonos criogênicos.

Eu não entendo como posso ter deixado passar que a Veltro não era o único fantoche dispensável em tudo isto… Quase engraçado, na verdade.

Agora eu vejo que foi ele quem arranjou para que todas estas coisas acontecessem. Ele tem o vírus T-Abyss dos terroristas, o que nos levou ao Pânico de Terragrigia. Isto nos deu muitos dados valiosos sobre a infecção, o que nos levou ao eventual desenvolvimento da vacina.

E graças à sua posição de autoridade, ele usou o Regia Solis para erradicar o vírus, os terroristas e todos os tolos naquela cidade. Quaisquer traços ou ligações conosco desapareceram com ela. O resultado final, contudo, é que o mundo agora tem medo do vírus, e a posição da FBC se fortaleceu e se expandiu.

Estou horrorizado com o grau de perfeição com que Lansdale orquestrou todos estes acontecimentos. Isto vai entrar para os livros de história, com certeza.

Espero que a demanda por esta vacina traga ao resto de nós os méritos e riquezas que merecemos de forma tão justa.

(O resto dos rabiscos está ilegível.)


Diário Misterioso

Ele finalmente fez o seu movimento. Eu nem sei há quanto tempo estou esperando por isto.

Minha missão é a chave para o sucesso. É a razão pela qual eu já desisti de tanta coisa.

Para conseguir provas incontestáveis para usar contra o Morgan, eu tive que trazer a Veltro de volta à vida.

Eu pensei que este plano fosse fraco – até mesmo perigoso – quando O’Brian me contou pela primeira vez, mas não podíamos imaginar outra alternativa que funcionasse.

Nós criamos uma base falsa de operações para a Veltro nas montanhas da Europa setentrional, e então espalhamos rumores de uma grande operação que a Veltro estava planejando para a BSAA.

Quando a BSAA iniciou sua investigação, Morgan começou a entrar em pânico. Seus espiões devem ter dado a dica a ele.

Morgan é muito cauteloso e desconfiado por natureza. Eu suspeito que tudo tenha corrido bem porque não deixamos vazar as informações da Veltro diretamente para a FBC.

É como diz o ditado: cuidado com a teia que você tece. Eu consegui sequestrar o Queen Zenobia antes que a Veltro pudesse fazer algo com ele. Ainda assim, não consegui encontrar nada que ligasse Morgan às suas atividades ilegais. Desta forma, chegou a hora de me tornar mais proativo nesta missão.

Eu devo trazer os agentes da BSAA até aqui, e então me disfarçar para fazê-los pensar que a Veltro conseguiu sobreviver.

Qualquer um dos espiões de Morgan na BSAA tentarão contatá-lo, e será assim que teremos nossa chance.

De acordo com o relatório de O’Brian, os cães de Morgan já atacaram a base falsa que criamos.

Os parâmetros desta missão são bastante variados, e, como tal, trazem opções letais à mesa.

Eu farei o que for perciso para ver esta missão concluída, mesmo que custe minha vida.


Bilhete de Suicídio

22 de Junho de 1998

Eu tive que fazer aquilo. Nós corríamos daquelas coisas – ajudando uns aos outros a sobreviver. Mas Roberto começou a mostrar os sintomas. Eu tive que fazer. Aquelas coisas malditas são o puro mal.

Não havia outro jeito. Ele teria feito o mesmo se fosse o contrário. Depois de tirá-lo daquela penúria, tive que deixá-lo no banheiro. Agora eu sou provavelmente o último.

Como isso pôde acontecer? Nunca vou me perdoar por ter participado deste projeto. De qualquer forma, eu vou ter o que estiver por vir para mim mesmo. Não há como escapar desta casa maluca. É só uma questão de tempo agora.

Está tudo pronto. Tudo o que eu preciso é de um pouco de coragem para fazer. Saber que deixarei muitas coisas por fazer é um arrependimento além das palavras.

Mas é melhor do que esperar me transformar em um deles. Por favor, entenda, e pelo menos me deixe terminar minha vida como uma pessoa.

(Há uma mensagem no verso.)
Linda, por favor, me perdoe…


A Posição da FBC

A Comissão Federal contra o Bioterrorismo foi fundada pelo governo dos EUA para ser a agência de reforço das diretrizes estabelecidas no Ato Nacional de Proteção às Espécies.

Este documento resume a posição da FBC e as responsabilidades de seus membros.

A FBC está encarregada de proteger os Estados Unidos e seus interesses de ameaças biológicas. Nossa organização trabalhará com outros países e seus respectivos órgãos de proteção à vida selvagem para conservar a saúde pública. Como tal, estamos incumbidos de garantir a segurança biológica da população como um todo.

Os deveres de todos os membros da FBC incluem a pesquisa, o treinamento e o apoio da comunidade biológica. Orientações serão fomentadas somente em caso de necessidade, com quaisquer despesas orçamentárias adicionais e atividades extras sendo aprovadas por uma sessão plenária do Comitê de Proteção à Vida Selvagem.

O presidente da FBC é selecionado pelo Comitê de Proteção à Vida Selvagem. Os deveres do presidente incluem completa supervisão da FBC e coordenação de todas as atividades com respectivos representantes do congresso dos EUA. O presidente da FBC é o supervisor final da Comunidade Nacional de Proteção Animal.

Todos os membros da Comunidade Nacional de Proteção Animal são designados a solicitar a ajuda do presidente, incluindo as Secretarias de Estado e Defesa, e o Diretor da Inteligência Nacional. No entanto, o presidente tem autoridade final em todos os assuntos de segurança nacional biológica.


Artigo do Mensageiro Diário 1

Mensageiro Diário de Londres
Tragédia em Terragrigia
Por Donatello Luzzaschi

Uma besta está para nascer na Europa, e esta besta é a Comissão Federal contra o Bioterrorismo. O que é peculiar sobre esta besta é que o Comitê Federal de Proteção às Espécies, que deu origem a ela, não era uma besta, e pretendia auxiliar os EUA em seus esforços contra o bioterrorismo. Infelizmente, a Europa se tornou o lar de uma tragédia que fez crescer a besta.

A FBC assumiu completo controle da epidemia biológica em Terragrigia, e conseguiu barrar a participação de outros países.

Terragrigia é uma aquápolis que foi desenvolvida em conjunto por equipes dos EUA e européias para pesquisar e desenvolver fontes alternativas de energia. O ímpeto por trás do desenvolvimento da cidade era duplo: os europeus queriam interromper as mudanças climáticas, e os americanos esperavam desenvolver fontes de energia para a África. Para sito, a cidade foi colocada estrategicamente no Mar Mediterrâneo.

Terragrigia tinha administração cooperativa dos dois lados, e era mantida como um modelo de cooperação bem sucedidade entre os EUA e a Europa.

O ataque terrorista em Terragrigia colocou um fim em tudo.

De acordo com condições estipuladas no tratado que resume o governo de Terragrigia, tanto os EUA quanto a Europa têm a mesma autoridade durante um ataque terrorista. Somente “durante o acontecimento do bioterrorismo” a FBC assume o papel de liderança.

A FBC foi formada com o objetivo expresso de lidar com ameaças criadas pelo bioterrorismo. Eles têm uma equipe de soldados em alerta permanente, e com esta medida, eles têm o título mais vasto de qualquer organização na Europa. Durante tempo de crise, eles têm a bênção dos EUA para assumir a frente e o controle da situação.

E é assim que a FBC assumiu a frente do atual caos em Terragrigia. O líder da FBC Morgan Lansdale anunciou que o envolvimento da UE não será tolerado enquanto sua organização estiver lidando com a crise.

Autoridades européias pressionaram Lansdale para que ele respeitasse seus direitos nesta questão, e conseguiram convencê-lo a trazer o comandante Clive R. O’Brian da BSAA, um grupo civil internacional respeitado. O problema, entretanto, é que apesar de O’Brian ser um especialista em bioterrorismo, ele está trabalhando sem equipe de apoio, o que limita o âmbito de ações que ele pode tomar.

Enquanto a história da tragédia ainda está se desdobrando, parece que a FBC não tem noção do tamanho do sofrimento em Terragrigia.

Se Lansdale tem a habilidade e inteligência para lidar com este ataque sem se tornar uma besta mitológica também ainda estamos para ver.


Artigo do Mensageiro Diário 2

Mensageiro Diário de Londres
Quem Comanda o General?
Por Donatello Luzzaschi

Ele é só uma figura sombria manipulando os eventos atrás do palco? Ou ele é um herói assumindo a frente contra o bioterrorismo?

Qualquer um que já ouviu o General Morgan Lansdale dando uma palestra ficaria imediatamente pasmo com sua inteligência e critério perspicaz.

Este carisma que conquista seu público lhe serviu bem no mundo dramático da espionagem internacional, que ele ocupou por muitos anos.

Ele conseguiu conquistar o Congresso para ampliar a posição de seu grupo em encontrar e lidar com ameaças bioterroristas.

O que nos faz perguntar hoje: Lansdale não comanda somente a FBC, mas também o Comitê Federal de Proteção às Espécies. Ele se nega a renunciar a qualquer um destes postos.

Lansdale criou a FBC para lidar com o bioterrorismo. A organização é a maior participante no cenário internacional de segurança pública e bem-estar animal, e tudo isto é graças ao Lansdale.

Mas a pergunta permanece: Ele é um herói ou um monstro? Só o tempo dirá.


A Divina Comédia, de Dante Alighieri

A Divina Comédia, de Dante Alighieri.
Uma oferenda aos mortos.

(Uma passagem foi sublinhada.)

Uivam à chuva, quais lebréus, coitados!
Mudam de lado sem cessar, buscando
Defensa e alívio, as almas condenadas.

A Divina Comédia, de Dante Alighieri.
Inferno, Canto VI

(Tem alguma coisa escrita no canto da página em letra malfeita.)

Aqueles que oferecem suas vidas à doutrina, para sempre trilham o caminho com o grande Jack Norman.


Anúncio Oficial do Queen Zenobia (Promocional)

ROMA, Itália (3 de Março de 2003) – Queen Zenobia (trad.: Rainha Zenóbia), uma econômica linha de cruzeiros relativamente desconhecida, mas crescentemente popular, anunciou que cancelará futuros cruzeiros e encerrará suas operações indefinidamente. Esta dura decisão veio em meio a uma enxurrada de reclamações não comprovadas de passageiros e funcionários da companhia, incluindo relatos de doenças causadas por condições sanitárias insatisfatórias e frequentes problemas mecânicos a bordo dos seus navios. A linha italiana de cruzeiros já enfrentou um problema grande neste ano depois que o infeliz desastre os forçou a mudar seu destino da cidade de Terragrigia. Outros operadores locais do cruzeiro também lamentaram a perda desta ilha um dia próspera.

Apesar de a duração da pausa da linha de cruzeiros não ter sido especificada, o chefe executivo se mantém otimista com relação ao futuro do Queen Zenobia. “Nós sinceramente lamentamos por quaisquer inconvenientes que esta interrupção tenha causado, mas superaremos esta crise e provavelmente retomaremos as operações perto do fim do ano”, declarou Lodovico Boccaccio, co-fundador e chefe executivo do Queen Zenobia. A linha de cruzeiros já iniciou uma série de planos para restaurar a reputação da companhia e resolver problemas mecânicos recorrentes. Boccaccio e sua equipe de administração identificaram os problemas sanitários dos navios e afirmaram que as doenças relatadas estavam todas ligadas a um único vírus. Depois que três mortes confirmadas foram ligadas ao vírus, os cientistas estão estudando o tipo para determinar se é contagioso ou se apresenta séria ameaça aos outros passageiros infectados.

Em resposta à saída em massa dos membros da equipe do Queen Zenobia, que deixaram a companhia, Boccaccio anunciou que a linha de cruzeiros contrataria empregados adicionais em breve. Boccaccio acrescentou, “Estamos empolgados para dar as boas vindas aos membros adicionais da equipe à família Queen Zenobia no fim do ano. Visite nosso site nos próximos meses para uma lista completa de cargos”. A companhia gostaria de lembrar aos que procuram emprego que o Queen Zenobia oferece salários competitivos, em pacote cheio de benefícios e a oportunidade única de explorar o Mar Mediterrâneo a bordo de um navio com a melhor tripulação na indústria de cruzeiros.

Para mais informações, visite www.queen-zenobia.com

*IMPORTANTE: A data colocada no início do documento é equivocada, já que o Pânico em Terragrigia ocorreu em 2004. O ano correto, portanto, seria 2004, e não 2003.