Tradução | Entrevista com Okabe e Anpo sobre os 20 anos da série (YouTube)

0

Eu sou Michiteru Okabe, produtor na Capcom. Fui produtor assistente em Resident Evil: Operation Raccoon City e também produtor em Resident Evil Revelations 2
Eu sou Yasuhiro Anpo, diretor na Capcom. Em Resident Evil, eu trabalhei em Resident Evil e Resident Evil 2 como programador. Depois dirigi Resident Evil 5, seguindo para Resident Evil Revelations 1 e 2.


“Resident Evil Revelations”

ANPO: A partir do primeiro título, a série passou a contar histórias e mostrar verdades que não aparecem nos Resident Evils principais. Com o segundo, também teríamos novos desafios, certo?
OKABE: Sim, foi muito difícil. A palavra-chave do projeto era “episódico”. O primeiro jogo se estruturou em episódios, como uma série de TV, mas o segundo desenvolvemos em episódios semanais. Esperamos que quem jogou semanalmente tenha gostado. Mas foi difícil desenrolar a trama?
ANPO: Sim, tínhamos duas linhas temporais com personagens principais independentes, então tivemos que criar suspense para ambos.
OKABE: Sim, a principal preocupação era finalizar cada episódio de forma que as pessoas ficassem ansiosas até a semana seguinte.
ANPO: Este ponto foi mais difícil desta vez. Podemos definir como um jogo centrado na história, claro, mas queríamos que os fãs desfrutassem com os personagens e a história. Tendo isto em conta, como escolheram os personagens principais?
ANPO: Claire foi uma decisão unânime, porque era muito popular e aparecia em muitos jogos. Barry, ao contrário, estava há bastante tempo desaparecido.
OKABE: A princípio, anunciamos Claire como a personagem principal, assim que os fãs souberam que o jogo sairia, mas logo anunciamos o Barry, que foi bem recebido especialmente no Ocidente, lembro que isto me deu a segurança de que estávamos no caminho para criar um jogo que agradaria os fãs.


“Resident Evil Revelations 2”

ANPO: Um aspecto em que foquei foi me assegurar de que os personagens principais fossem muito diferentes, apesar de ambos terem companheiros, mas sua forma de interagir com eles é muito diferente. E em termos de jogo, a atmosfera de cada um é diferente. Claire tem mais ação para refletir suas aparições passadas, enquanto Barry era mais explorador e sigiloso.
OKABE: Sim, e as histórias são independentes quando Claire e a filha de Barry são sequestradas, e Barry vai resgatá-las, então há partes de fuga e de resgate. O modo cooperativo também é diferente. Moira carrega um pé de cabra, e acho que Natalia apontando os itens é uma forma legal de ajudar.
ANPO: Pensar em como Natalia poderia ajudar foi difícil! Ela é só uma criança, então o combate em escala total não lhe cairia bem…
OKABE: Pensamos muito em seu estilo de ataque, e ela não pode usar armas de fogo ou facas, mas pode pegar tijolos, e é bastante forte para golpear os inimigos com eles. É muito divertido vê-la dando tijoladas nos inimigos.
ANPO: Ela também tem poderes misteriosos que estão nos limites do realismo dentro do universo Resident Evil.
OKABE: Não havíamos ido tão longe neste universo fantástico…
ANPO: …com este tipo de superpoderes.
OKABE: Se não sabe do que estamos façando, vá dar uma olhada no jogo!


“Criar Revelations para os fãs”

ANPO: Trabalhei tanto na série principal como nos spin-offs e creio que o Revelations tem a sua própria graça, e nos permite experimentar novas ideias de jogo, coisa que não podemos nos títulos numerados da série, o que é genial, porque gostaria que ambas continuassem. O que acha?
OKABE: Sim, também gostaria que o Revelations continuasse como uma série spin-off. Creio que o melhor dele é poder trazer de volta personagens menos usados. Também nos permite explorar histórias intermediárias entre os eventos principais. Então, se pudermos criar jogos focados nos fãs, acho que eles continuarão curtindo.
ANPO: Eles são muito focados nos fãs.
OKABE: Sem dúvida, e se prosseguirmos com a série, gostaria de reforçar isto, e se o Revelations continuar com o mesmo estilo de terror, acho que os jogadores vão valorizá-lo muito.


“Uma mensagem aos fãs de Resident Evil”

ANPO: Ter trabalhado na série desde o primeiro jogo, sendo este o 20º aniversário, significa muito para mim. O apoio dos fãs manteve esta série durante 20 anos, e espero que continuem apoiando, e de minha parte continuarei trabalhando muito para criar jogos fantásticos de Resident Evil.
OKABE: Ainda não trabalhava na indústria quando saiu o primeiro Resident Evil, então eu o joguei como um jogador normal. Por causa disto, fico feliz por trabalhar na série e me dedicarei de corpo e alma para criar jogos cada vez melhores para os fãs, então espero que continuam apoiando a série Resident Evil.

COMPARTILHAR