Podcast #14: A Psicose de Alfred Ashford em CODE: Veronica

2

Em mais um episódio do Face Your Fear, o podcast oficial do Resident Evil Database, convidamos nosso grande amigo e especialista em horror, Makson Lima (@MaksonLima), do canal Mas Que Horror, para analisar a mente doentia de Alfred Ashford, o comandante da Ilha Rockfort em Resident Evil CODE: Veronica!

Quer a continuidade do nosso podcast? Seja um padrinho ou madrinha!
Você também pode nos ajudar doando pelo PicPay! Saiba mais!

ESTAMOS AGORA TAMBÉM NO SPOTIFY! Assine nosso Feed por lá!
OUÇA TAMBÉM PELO DEEZER! Clique e ouça por lá!

LINKS ÚTEIS:
✔️ Podcast Especial sobre o Brian Irons
✔️ A História da Família Ashford
✔️ Especial sobre o T-Veronica Virus
✔️ Canal Mas Que Horror no YouTube
✔️ Twitter do Makson Lima

COMPARTILHAR
  • VinsV

    Por mais podcasts perfeitos iguais a esse 😁👍

  • Darley Santos

    Vemos aqui a influência de Alfred Hitchcock na construção do personagem Alfrd Ashford, e a inspiração em Norman Bates, um psicopata de Psicose, este que por sua vez foi inspirado em Ed Gein, um assassino da vida real.

    O perfil esquizofrênico e sociopata de Alfred é determinado pelos traumas da ausência de referências parentais e de afeto (viveu em um ambiente de complexo laboratorial), criando uma identificação idólatra pela irmã genial. E uma pessoa assim, com um grande poder nas mãos, enquanto chefe da Umbrella, e com a responsabilidade de dar continuidade aos negócios e reviver a glória da família, é uma situação que não poderia dar em boa coisa. É um personagem com tendência megalomaníaca e mania de grandeza. É de fato um personagem trágico!

    Ei, alguém questiona que Code Veronica tem história?! Na verdade, tem até demais, vide a fama de “enredo de novela mexicana”. Mas de fato, o Code Veronica é uma sequência crucial… Por ser a sequência dos eventos da trilogia Racoon City, por trazer aspectos de origem quanto à fundação da Umbrella e dar consistência a uma expansão do universo de RE fora de Racoon City. E merecia sim ser uma sequência numerada, mas por questões internas da Capcom, acabou acontecendo essa cagada de não ser um jogo numerado, uma pena.