Personagens | Michael Warren

Ano de nascimento: Desconhecido
Tipo sanguíneo: Desconhecido
Altura: Desconhecida
Peso: Desconhecido

Aparições em títulos da série:

Biohazard 3: The Last Escape / Resident Evil 3: Nemesis (1999)


Biografia e Participação na Série:

Michael Warren era prefeito de Raccoon há muitos anos, em 1992 foi o seu quinto ano como prefeito, e é o atual governante da cidade quando o apocalipse zumbi se instaura no local. Ele é engenheiro elétrico de profissão, e um de seus primeiros passos ao chegar à cidade, em 1968, foi instalar o bonde elétrico, com vagões trazidos diretamente da Europa.

Graças à chegada da Umbrella na cidade e às suas doações generosas, a cidade se modernizou em pouquíssimo tempo. Com os investimentos, foi inaugurado o grande Hospital da cidade, além de complexos que geraram milhares de empregos para a população, que era grata pela chegada da companhia farmacêutica, o que fazia de Raccoon o “lar da Umbrella”. Raccoon se modernizou demais, ao ponto de ter a instalação de um metrô, para uma cidade de 100.000 habitantes, além de parte dos investimentos fazerem parte de um plano para conter qualquer avanço da criminalidade, com a criação do esquadrão especial S.T.A.R.S., da polícia local. Estas obras na cidade renderam a Warren uma estátua no jardim do prédio da Prefeitura.

Todo este exagero de investimentos fazia parte do plano de governo Raccoon Brilhante 21, mas, na verdade, eles serviam para “lavar” o dinheiro da empresa, que, na verdade, estava envolvida em pesquisas ilegais com armas biológicas. Michael Warren sabia de tudo o que a Umbrella fazia, e recebia propinas gordas para fazer vista grossa para as atividades da empresa, além de conseguir os fundos para manter a cidade nos trilhos, e a sua conta bancária bem gorda.

Em Julho de 1998, quando os S.T.A.R.S. sobreviventes chegam à cidade, após o evento que ficou conhecido como Incidente da Mansão, a polícia, também corrompida pela Umbrella, encerra as investigações do caso. O que Michael Warren e o chefe da Umbrella, Brian Irons, jamais poderiam imaginar era que o vírus da mansão chegaria, de alguma forma, à cidade. Isto foi causado por diversos fatores, entre eles os cadáveres às margens do rio, que contaminaram o solo e a água, e a falha no sistema de tratamento de água, onde cobaias da Umbrella eram descartadas.

Em Setembro, a doença zumbi sai de controle em pouco tempo, e a cidade é colocada em lei marcial de quarentena pelo governo americano. Warren se desespera com a possibilidade de morrer infectado, então exige que o exército o retire da cidade em proteção, deixando a sua família para trás. Sua filha acaba indo parar nas mãos do perverso e insano Irons, que “promete” cuidar da garota, mas acaba por matá-la, com o objetivo de empalhá-la e colocá-la como um troféu em sua sala.