Produtor de Resident Evil 4 Remake fala sobre a “Operação Javier”

1
Jack Krauser (Resident Evil 4 Remake)

Yoshiaki Hirabayashi, o produtor de Resident Evil 4 Remake, falou recentemente com a IGN americana em uma entrevista por e-mail. E uma das questões que eles abordaram nesta conversa com Hirabayashi-san foi justamente a controversa Operação Javier. Ela é mencionada em um arquivo de Resident Evil 4 Remake, dando mais contexto para o passado entre os personagens Leon S. Kennedy e Jack Krauser.

No entanto, a Operação Javier já era um material canônico da franquia, pois era um capítulo inédito do jogo on-rails Resident Evil: The Darkside Chronicles, lançado inicialmente como um exclusivo de Nintendo Wii, e posteriormente portado para o Playstation 3. E a Operação Javier do “Darkside Chronicles” é completamente diferente do que foi relatado em Resident Evil 4 Remake. A versão de 2009, afinal, retratava uma operação envolvendo armas biológicas, e mostrava como Leon e Krauser se conheceram. Já a versão de 2023, de RE4 Remake, traz uma versão mais “combate militar a carteis de drogas”, e nada além disso.

Entenda mais sobre a Operação Javier “original” no vídeo abaixo:

Mas, enfim, voltando à entrevista de Hirabayashi-san à IGN, o produtor teria “esclarecido” se Resident Evil: The Darkside Chronicles é considerado canon para o universo de Resident Evil. Especificamente, “o cenário ‘Operation Javier’, que foca em Leon e em sua primeira missão como agenda do governo americano com seu parceiro, Krauser”.

Hirabayashi respondeu o seguinte: “O fato de a ‘Operação Javier’ ter ocorrido é na verdade parte da atual história principal de Resident Evil. No entanto, quanto ao que era essa missão, não é exatamente a mesma coisa que os eventos retratados em Resident Evil: The Darkside Chronicles”. Não posso compartilhar os detalhes, mas você descobrirá que a relação entre Leon e Krauser, bem como suas conversas, lhe dão uma ideia!”

Basicamente, ele confirmou que a Operação Javier aconteceu, e depois disse o óbvio de que a versão de Resident Evil 4 Remake é diferente. Jura?! A gente nem tinha percebido, Hirabayashi! Sendo assim, teremos que continuar nos contentando com a antiga declaração de Peter Fabiano, ex-Capcom. Na ocasião do lançamento de Resident Evil 3 Remake, e diante dos questionamentos de diferenças em relação à trama original (especialmente em momentos como a morte de Brad Vickers e o ferimento em Marvin Branagh), Fabiano disse que “ambos [os jogos] existem ao mesmo tempo”. Ou seja, é tudo canônico.

Resposta de Peter Fabiano no Twitter, em 2020
Resposta de Peter Fabiano no Twitter, em 2020

Por fim, para entender o que foi a Operação Javier em Resident Evil 4 Remake, segue abaixo a transcrição (oficial em PT-BR) do documento que menciona a operação no jogo.

ARQUIVO DO CASO [CENSURADO]

Operação Javier.
Poucas pessoas já ouviram esse nome, mesmo nos postos mais altos do governo americano. E, compreensivelmente, a operação nunca foi revelada ao público. Foi feita em segredo e, depois, acabou sendo abandonada.

O motivo: era desumana demais.

Tudo começou em 2002, quando uma pequena unidade das forças especiais dos EUA foi enviada para se infiltrar em uma área da América do Sul.

Sua missão era acabar com os cartéis de drogas. A operação toda levou alguns anos para se preparada e apenas soldados de elite foram escolhidos para participar.

Não sei se a missão fracassou ou teve êxito, mas sei do destino dos soldados de elite depois que tudo acabou.

Aparentemente, a unidade inteira foi exterminada, exceto o oficial comandante, o Major [CENSURADO]. E não pelos cartéis, mas pelos EUA.

Não deveria ser difícil extrair uma única unidade isolada. Bastaria um único helicóptero. Mas, por algum motivo, o exército não agiu. Há boatos de que a decisão foi resultado de uma disputa de poder entre as altas patentes, outros dizem que foi instrução direta do próprio presidente da época. Mas, já que tudo foi acobertado, nunca saberemos a verdade.

Só tenho certeza de uma coisa.

O governo dos EUA deixou aquelas pessoas morrerem. Jovens corajosos que dedicaram suas vidas a proteger o seu país.

Quero expor esse crime, não por ser minha responsabilidade como repórter, mas por ser meu dever como americano.

Observação 1: Este documento trata da Operação Javier e foi escrito por uma jornalista americana chamada [CENSURADO] [CENSURADO].

Observação 2:
Este artigo nunca será publicado.
A situação com [CENSURADO] já foi resolvida.

Fonte: IGN

COMPARTILHAR